domingo, 2 de julho de 2017

Levante-se o réu!

Antes que alguém diga "Isto só em Portugal", recordo o que se passou numa base americana em Stuttgart há cerca de um ano. Até as bases americanas são vulneráveis a roubos

Manda porém a honestidade intelectual que, independentemente da simpatia que se tenha pela geringonça, se reconheça que é inadmissível o roubo ocorrido em Tancos. 
Nada justifica que um paiol esteja sem vigilância há mais de dois anos e não tenham sido tomadas medidas imediatas para resolver o problema, logo que ele foi conhecido.
Não me interessa se houve ou não fuga de informação. O caso é demasiado sério para ser escondido da opinião pública. 
Importante é saber se a falta de vigilância do paiol foi imediatamente comunicada ao ministro da tutela e se o ministro ( anterior e actual) reagiram em conformidade, ou andaram a encanar a perna à rã.
Com base nesta premissa, os responsáveis devem ser fáceis de encontrar e, tal como no caso do Convento de Cristo, devem sofrer as consequências. Sejam eles ministros, directores gerais, ou generais.
Pedir logo a demissão do ministro é muito oportunista e mesmo estúpido. Principalmente quando esse pedido é feito por idiotas como Passos Coelho ou Assunção Cristas que estão sempre a reclamar os louros dos sucessos deste governo, mas fogem com o rabo à seringa sempre que acontecem problemas que tiveram origem no governo onde foram figuras de cartaz.
Estou farto de dizer e escrever, mas vou fazê-lo uma vez mais:
- Mais do que as acções, é a incoerência dos políticos que destrói a credibilidade da política.
Todos nos lembramos de casos de ministros que no governo anterior recusaram demitir-se- e contaram como apoio de PPC-  apesar de ter sido demonstrada a sua falta de estofo cívico, ético e moral.
Portanto, se Cristas e Passos querem recuperar a credibilidade, só têm uma coisa a fazer: agir com decência, decoro e ética. Isso é pedir demais, eu sei, mas não custa tentar...

Dia do Postal Ilustrado (60)

Rio de Janeiro 1972