sexta-feira, 30 de junho de 2017

Memórias em vinil (CLXXIII)


Para criar clima para o fim de semana, volto a recordar Elvis nestas memórias.
Boa noite e um excelente fim de semana.

Cobardes e desleixados


Para que não digam que ando a reboque das notícias, lembro que já em dezembro de 2016 escrevi , em tom muito crítico,sobre os drones e a legislação regulatória. Ninguém deu importância. 

Hoje volto à carga, por duas razões: 

-para dizer às pessoas que sabem quem anda a fazer estas brincadeiras mas se calam, que são uns cobardolas;

-para lamentar que as autoridades, nomeadamente a ANAC, não façam um esforço para localizar os infractores, uma vez que alguns membros da comunidade drone, com muitos menos meios, conseguiram determinar o local onde pelo menos um drone levantou e aterrou. 

Quando acontecer uma catástrofe, lá vamos ter outra vez grande alarido e dedos acusadores a exigir que se descubram os culpados e sejam condenados ao degredo.


O século chinês

Já em 2010 eu previra  a vitória da China nos Monopoly Games
Nunca imaginei é que a supremacia chinesa fosse  alcançada à boleia de questões ecológicas,
Começo a temer que isto não tenha sido apenas um momento alucinado de ficção