segunda-feira, 19 de junho de 2017

Memórias em vinil (CLXIII)





No início da semana em que receberemos o Verão, escolhi dois temas do primeiro vinil de Tracy Chapman para vos desejar uma boa noite e excelente semana.

Qual calor, qual carapuça!

Este fim de semana as temperaturas ultrapassaram os 40º em Lisboa. 
Acha mesmo que esteve um calor infernal e o único refúgio era a beira mar, ou ficar em casa no remanso do ar condicionado?
Impressão sua.  
Ontem,muitos portugueses mantiveram a tradição dominical e estiveram a comer cozido à portuguesa. Eu vi!
Como também vi centenas de idiotas esparramados na praia como bacalhaus na seca, apesar dos alertas vermelhos e da alta intensidade dos raios UV.
A incúria poderá resultar em insolações, cancros de pele e outras doenças Se por acaso alguém morrer a culpa é de quem?
Já agora, por favor, alguém avise aquela senhora com ar de propagandista da Nutribalance que todos os dias passa  à minha porta,  por volta do meio dia, que correr àquela hora, com estas temperaturas, é capaz de não ser boa ideia. 

TVI e Correio da Manhã: a mesma luta


Há poucos anos, Judite de Sousa perdeu  um filho em circunstâncias trágicas. 
Já que nunca teve a noção do que era ser jornalista, poderia pelo menos lembrar-se que os mortos devem ser respeitados.
Fazer uma reportagem sobre uma catástrofe junto a um cadáver é de uma imbecilidade sem nome. Interditem esta gaja ou, no mínimo, impeçam-na de sair do estúdio, por favor!
Na concorrência entre a TVI e a CMTV pelo jornalismo mais cretino e imbecil, não pode valer tudo.
Eu sei que procuram agradar à tugalhada com apenas um neurónio, que adora desgraças, crimes  e  cenas macabras, mas não usem o jornalismo para alimentar a perversão mental dos portugueses, por favor!

Berlim: com um nó na garganta



No postal de Berlim desta semana, escrevo sobre um nó que senti na garganta,enquanto percorria Bernauer Strasse.
Se quiser saber porquê, leia aqui...