sexta-feira, 12 de maio de 2017

Memórias em vinil ( CXXXI)





Uma canção de uma dupla de sucesso ( Fernado /Tordo Ary dos Santos) que deu que falar e foi um murro no regime. Os censores, felizmente, não perceberam

Quase a terminar a semana de sucessos da Eurovisão, recordo  Sandie Shaw e  Puppet on a String.
Amanhã, termino esta série com duas canções propositadamente escolhidas para não vos deixar saudades do Eurofestival.

Conversas com o Papalagui (76)

- Ó Tuga! É verdade que a Igreja protege os pobres?
- Eles dizem que sim, Pa.
- E tu acreditas?
- Faço um esforço...
- Mas não devias, Tuga.
- Então porquê?
- Portugal não é um país rico, pois não?
- Não. Temos muitas dívidas e por isso estamos sempre a empobrecer.
- Ora aí está! Então a Igreja devia ajudar-vos.
- Como, Pa?
- Pagando impostos. A começar pelo IMI de todos os edifícios que tem em Portugal.
- Está bem visto, Pa. Vou pedir ao cardeal patriarca para lhe lembrar, quando o for receber a Fátima.
- Não percas tempo, tuga!
- Mau! Já não estou a perceber nada.Qual é a tua?
- Não te chateies comigo, tuga. Só estou a tentar evitar-te desilusões. É que o cardeal responde-te logo que a Igreja não paga impostos para poder ajudar os pobres.

Esta ansiedade mata-me!...


Conhecendo os excelentes contributos para a democracia e  paz mundial resultantes do assassinato  de ditadores como Saddam ou Kadhaffi, aguardo ansiosamente   o dia em que Trump mande matar Al Assad, para saber quem é o democrata que trará paz à Síria e ao mundo. 
Quando isso acontecer acabam-se os ataques terroristas, os refugiados mortos no Mediterrâneo, a democracia triunfará e celebraremos, finalmente, a conversão da Rússia. 
AMEN!