quinta-feira, 11 de maio de 2017

O Porto é uma lição





Jorge Coelho tinha razão. Os independentes são muito perigosos.
Como se demonstrou no caso de Rui Moreira, quando os independentes  ficam reféns da sua máquina adquirem os mesmos vícios e defeitos dos partidos. Com uma agravante: é que nas máquinas políticas dos independentes, a maioria são falsos independentes. No caso do Porto,  já se percebeu muito bem de que cor são os independentes que " obrigaram" Rui Moreira a dar um pontapé ao PS.
Por outro lado, ao garantir que recusará um convite pós eleitoral de Rui Moreira, Manuel Pizarro demonstrou que ainda há gente com dignidade nos partidos políticos. Cada vez mais raros, é verdade, mas atendendo a que os independentes o são cada vez menos  (atente-se, por exemplo, no número de candidatos autárquicos que se apresentaram como independentes em 2013- quando ser dos partidos do governo era meio caminho para a derrota- e agora concorrem nas listas do PSD )  será fácil concluir que, salvo honrosas mas raríssimas excepções, o rótulo de  independente é apenas uma máscara usada por alguns candidatos para esconderem dos eleitores a sua afeição partidária, ou se "vingarem" do partido que não os escolheu como candidatos.

14 comentários:

  1. E uma bela lição, Carlos. Tu é que os topas. E bem.

    ResponderEliminar
  2. Passo a vida a dizer o mesmo: não acredito em independentes! São independentes, uma ova!!! Dependem normalmente do seu IMENSO ego...

    ResponderEliminar
  3. Achei triste. Tinha esperança em Rui Moreira.

    ResponderEliminar
  4. Estranho que o Carlos critique Rui Moreira. Os independentes na política só são aqueles que os partidos não quiseram ou os ricaços do Porto porque têm nome e dinheiro para se candidatarem e depois servirem-se do conhecimentos dos outros. Rui Moreira é um menino bem e um grande senhor de negócios que não consegue lidar com a burocracia legal das Autarquias. Ele está a portar-se como um autêntico partido ao querer por os seus "independentes" em vice e ele presidente. Além destes existem os que têm de mudar de zona porque já atingiram três mandatos e os outros que foram expulsos dos partidos, ou postos na listas negra por razões criminais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estranhe, Anfitrite. Simpatizo com Rui Moreira, mas nunca votaria nele. Os ricaços não existem apenas no Porto e a situação que descreve e corrobora o meu post, passa-se em todo o país.

      Eliminar
  5. A embrulhada no Porto é muito triste.
    Politiquice rafeira no seu pior.

    ResponderEliminar
  6. a triste queda do filho pródigo...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele ainda não percebeu o que lhe está a acontecer...

      Eliminar
  7. Não há pessoas verdadeiramente independentes. Seja na política ou na vida do dia a dia, do cidadão comum.
    Rui Moreira anda a brincar com o fogo. Para já, conseguiu dar um tiro no pé. Aguardemos os próximos episódios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou muito me engano, ou vai arrepender-se ainda antes das eleições

      Eliminar