domingo, 28 de outubro de 2012

Padre prevenido...




O velho padre, durante anos, tinha trabalhado fielmente com o povo africano, mas voltou a Lisboa, doente e moribundo.
No Hospital de Santa Maria, é a notícia da hora. Já nos últimos  suspiros, ele faz um sinal à enfermeira, que se aproxima.
 - Sim, Padre? diz a enfermeira.
- Eu queria ver dois proeminentes políticos antes de morrer: Cavaco Silva e Passos Coelho,sussurrou o padre.
 - Sim, Padre, verei o que posso fazer, respondeu a enfermeira.
Ela entra em contacto com a Assembleia da República e logo recebe a notícia: ambos também gostariam muito de visitar o padre moribundo.
A caminho do hospital, Cavaco diz a Passos Coelho:
- Eu não sei porque é que o velho padre nos quer ver, mas certamente que isso vai ajudar a melhorar a nossa imagem perante a Igreja e o povo, o que é sempre bom. 
Passos Coelho concordou, naturalmente.Era uma grande oportunidade para eles, em queda no nível de
popularidade, pelo que até foi enviado um comunicado oficial à imprensa sobre a visita. 
Quando chegaram ao quarto, com toda a imprensa presente, o velho padre pegou na mão de Cavaco Silva, com sua mão direita e na mão de Passos Coelho, com sua esquerda.
Houve um grande silêncio e notou-se um ar de pureza e serenidade no semblante do padre.
Passos Coelho, morto de curiosidade, pergunta:
 - Padre, porque é que fomos nós os escolhidos, entre tantas pessoas, para estar ao seu lado, no seu fim?
O Padre, lentamente, respondeu:
 - Sempre, em toda a minha vida, procurei ter como modelo o Nosso Senhor Jesus Cristo.
 - Amém, diz Aníbal.
 - Amém, diz Passos.
 E o Padre concluiu:
 - Então... como Ele morreu entre dois ladrões, eu também quero morrer assim...

11 comentários:

  1. rs... Muito bom!

    Abração,
    Rodrigo Davel

    ResponderEliminar
  2. Temporariamente ... gosto de padres.

    (enquanto me lembrar desta, claro)
    :)

    ResponderEliminar
  3. Ah, esta nossa capacidade de tudo aceitar
    ... e ainda por cima a brincar

    (ando com este comentário debaixo do braço. Não paro de o usar...)

    ResponderEliminar

  4. Achei muita graça!

    Boa semana e um beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  5. Carlos
    Acho que um dia destes fiz-lhe um comentário (provavelmente o ultimo) que repito agora.
    "É a minha primeira gargalhada do dia". Mas o "sacana" do padre até tinha razão.
    Abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
  6. :-)))))

    As coisas que tu vais buscar!!

    Pena que esses dois que ladearam o padre, não tenham o fim que tiveram aqueles ao lado de Cristo...

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Inventas cada uma, Carlos! Fartei-me de rir, o que, nos tempos que correm, não é coisa que aconteça com frequência. Obrigado, Carlos, por me teres proporcionado mais uma boa gargalhada.

    ResponderEliminar
  8. Beeeemmmm! O pobre padre não podia realmente ter escolhido melhores parceiros para semelhante analogia.
    Boa semana.
    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Já conhecia.
    Mas dá sempre para dar umas gargalhadas :)))

    ResponderEliminar
  10. Trouxeste-me aqui.
    Depois de chorar...ri!

    Beijinho

    ResponderEliminar